21 de Março - Dia Internacional pela Luta Contra a Discriminação Racial

 
 

  2014

       Iê Kulturelles Netz - Iê Teia Cultural

                                  O mundo que temos...o mundo que queremos  

Iê!…Salve 
O Projeto Iê Ação Cultural realiza novamente durante o mês de Março, em parceria com vários grupos e organizações não governamentais, diversas atividades culturais no Brasil e Alemanha para fomentar a reflexão sobre o tema do mês, 21 de Março "Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial". É uma programação onde cada instituição ou grupo realiza uma atividade em sua cidade, no qual estaremos fazendo simultaneamente. Não havendo a necessidade de promover atividades extras e sim incluir uma sub-tematica ligada ao tema do mês em atividades já existentes. Todo o programa tem por objetivo ações afirmativas e o desenvolvimento de uma rede comum de movimentos e grupos artísticos. Apresentamos atividades culturais como Rodas de Capoeira, oficina de percussão, hip-hop, roda de samba, poesia, cantigas de roda, temas diversos em aulas de idiomas, concertos, dança afro-brasileira, danças africanas, leituras de textos e debates. África Yetu e. V. com sede oficialmente em Berlim e com projetos em Angola participa em parceria com o Projeto Iê Ação Cultural com atividades culturais e outras ações com relação ao tema do mês.

Internationale Wochen gegen Rassismus

 

Links:

International Day for the Elimination of Racial Discrimination - 21 March

www.un.org/en/events/racialdiscriminationday/

 

Interkultureller Rat in Deutschland e.V.

www.internationale-wochen-gegen-rassismus.de/veranstaltungen/

 

Correio Nagô

www.correionago.ning.com/profile/JulioCesarBalbino

 

Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher (Unifem)

www.unifem.org.br/

 

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

www.ibge.gov.br

 

Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF)

www.unicef.org/brazil

 

Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

www.presidencia.gov.br/seppir

 

Ministério da Cultura

www.cultura.gov.br

 

Iê Netz - Iê Teia

Nascido em 16 de junho de 1963 na cidade de Ribeirão Preto SP Brasil. Iniciou na Capoeira em 1976 e teve como primeiro Mestre Jose Nascimento Filho. Os treinamentos eram realizados no quintal da casa do Mestre Nascimento. Em 1980 Mestre Nascimento apresentou o segundo Mestre para Jose Eduardo. Em memoria: Luiz Henrique Monteiro “Mestre Monteiro” nesse momento Mestre Nascimento lhe disse

José Eduardo, vc precisa ganhar o mundo...

A partir desse momento ele foi para uma escola de Capoeira,

para aprender e aprimorar mais e mais.

 

José Eduardo fez parte do Grupo Cativeiro de Capoeira por 15 anos. Os primeiros contatos com a Capoeira Angola foram em 1982 com Mestre Ananias e Mestre Gato Preto, pós esse período esteve com Mestre Joao Pequeno de Pastinha, Mestre Boca Rica e Mestre Moraes. Em 24 de Junho de 1995 José Eduardo fundou o seu Grupo chamado, Grupo de Capoeira Angola Chípaia de Ouro. Um dos objetivos do Grupo Chípaia de Ouro é, a preservação da Cultura afro-brasileira dentro dos princípios da Capoeira Angola. Promover a cidadania, inclusão social e resgate do legado que vários Mestres da oralidade deixou. Promover e disseminar através da humildade e respeito adversidades são princípios do Grupo Chípaia de Ouro. Mestre Garcia afirma, quando conheci a Capoeira Angola, sem duvidas, foi uma paixão instantânea.

 

 

Procuramos não alejar, ou seja, padronizar a capoeira angola

restringindo alguns movimentos e sim agregar a criatividade

com bom senso a sua plenitude.

 

 

O que precisamos para termos um futuro digno é acreditar que a união dos povos através das manifestações culturais é um elo de ligação. Tendo em vista que o Brasil é a maior miscigenação mundial em sua formação, em nossas artérias corre sangue de todos continentes, então nesse contexto Brasil Alemanha e África já estão interligadas e Ribeirão Preto como parte desta fusão vem contribuir para fortalecer o laço entre as nações.

 

 

 

 

Um povo que preserva a sua historia é uma nação forte garantindo um futuro verdadeiro.

                                           (Mestre Garcia)

 

 

 

 

 

José Eduardo, vc precisa ganhar o mundo...
A partir desse momento ele foi para uma escola de Capoeira,
para aprender e aprimorar mais e mais.
 
José Eduardo fez parte do Grupo Cativeiro de Capoeira por 15 anos. Os primeiros contatos com a Capoeira Angola foram em 1982 com Mestre Ananias e Mestre Gato Preto, pós esse período esteve com Mestre Joao Pequeno de Pastinha, Mestre Boca Rica e Mestre Moraes. Em 24 de Junho de 1995 José Eduardo fundou o seu Grupo chamado, Grupo de Capoeira Angola Chípaia de Ouro. Um dos objetivos do Grupo Chípaia de Ouro é, a preservação da Cultura afro-brasileira dentro dos princípios da Capoeira Angola. Promover a cidadania, inclusão social e resgate do legado que vários Mestres da oralidade deixou. Promover e disseminar através da humildade e respeito adversidades são princípios do Grupo Chípaia de Ouro. Mestre Garcia afirma, quando conheci a Capoeira Angola, sem duvidas, foi uma paixão instantânea.
 
 
Procuramos não alejar, ou seja, padronizar a capoeira angola
restringindo alguns movimentos e sim agregar a criatividade
com bom senso a sua plenitude.
 
 
O que precisamos para termos um futuro digno é acreditar que a união dos povos através das manifestações culturais é um elo de ligação. Tendo em vista que o Brasil é a maior miscigenação mundial em sua formação, em nossas artérias corre sangue de todos continentes, então nesse contexto Brasil Alemanha e África já estão interligadas e Ribeirão Preto como parte desta fusão vem contribuir para fortalecer o laço entre as nações.
 
 
 
 
Um povo que preserva a sua historia é uma nação forte garantindo um futuro verdadeiro.
                                           (Mestre Garcia)